Jovens Tapebas participam da Formação de Cineastas Indígenas

A paisagem da trilha do pau-branco verdejou as fotografias e os aprendizados do Módulo Tapebas da Formação de Cineastas Indígenas, realizado entre os dias 26 e 28 de maio na aldeia Lagoa dos Tapebas, em Capuã, distrito de Caucaia. A capacitação contemplou uma turma de dez alunos do local, que participaram de oficinas, vivências na mata e outras atividades desenvolvidas por facilitadores, jovens monitores e por lideranças indígenas das etnias Jenipapo-Kanindé e Tapeba.

emilly 2

Uma roda de apresentações e de conversa com a Cacique Pequena, liderança Jenipapo-Kanindé, e a Pajé Raimunda, liderança Tapeba, marcou a abertura da programação, na manhã de sexta-feira, 26. Da escola indígena Tapeba, base do evento, um passeio pela mata levou os participantes à aula produção, na Lagoa do Pau Branco. Duas mostras de filmes etnográficos, uma infantil e uma para todos os públicos, completaram as atividades do dia.

No sábado, 27, a programação oficial da Formação foi suspensa, em respeito ao luto da aldeia, que se despediu da senhora Raimunda dos Reis Soares, familiar de lideranças locais. Para garantir que os alunos tenham acesso a todo o conteúdo do curso, os facilitadores Henrique Dídimo e Iago Barreto darão em julho a oficina de “Introdução à Produção Audiovisual Etnográfica” do Módulo Tapebas – o retorno já era previsto, mas seria destinado apenas à edição de material produzido até o período.

A programação seguiu no domingo, último dia do Módulo, com a oficina de fotografia facilitada por Iago Barreto e Henrique Dídimo. Além da sala de aula da escola indígena, os participantes também usaram outros espaços da aldeia para aprender, na prática, a captar imagens. Caminharam pela mata, conversaram com lideranças da etnia – consideradas guardiões da memória, estudaram as paisagens das lagoas que consideram sagradas. Um momento de espiritualidade toré e uma conversa de avaliação do curso, com a entrega de uma câmera profissional aos alunos Tapebas, também compuseram as atividades do dia.

A Formação de Cineastas Indígenas é um projeto da Associação de Mulheres Jenipapo-Kanindé, com o apoio da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult). Com gratidão pela vivência de mais essa etapa, a equipe organizadora agora se prepara para o Módulo Pitaguary da Formação, que será realizado entre os dias 16 e 18 deste mês de junho.

aaaaaa     a (2)

encerramento

aaa      aaaa

Fotos de Iago Barreto e Emelle Soares.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*